kuratiinjapan-remix

sábado, dezembro 29, 2007

blogando

Mês de dezembro,finalzinho de ano,um frio desgraçado toma conta do Japão.Hoje dia 29,aproveitei pra lavar o carro.Fazia uns 3 meses que não lavava o bichinho.Claro que fui nas máquinas automáticas,já que ficar mexendo com água nesse frio não dá.Só sei que meu carro ficou parecendo novo ,apesar dos riscos embaixo do para-choque dianteiro ,conseguidos depois de muitas barbeirangens.

Depois fui no hospital.Não estou doente,mas fui como tradutor para um brasileiro do prédio ondemoro ,que estava morrendo de dor de cabeça.Detalhe,os hospitais daqui ,funcionam até as 5 da tarde.Depois desse horário temos que ir na ala de emergência.Como passava das 5 da tarde,tivemos que ir na emergência,que fica lá no segundo andar do hospital.E que hospital bacana ,esse aqui de Kariya.O local é gigante e todo bonito,que lembra até um shoping center de tão sofisticado e limpo.Nos hospitais do Japão,quando vc tem algum problema,a primeira coisa a se fazer é se dirigir ao balcão e preencher um pequeno formulário,informando os sintomas e etc.Estrangeiros não precisam se intimidar,pois se não conseguem escrever,a pessoa do balcão faz isso pra você,e acredite ,os funcionários são deveras atenciosos(caso seja a primeira vez no hospital,eles lhe dão um cartão magnético ,que pode ser usado para futuras averiguações de consultas).Depois te indicam a sala em que vai acontecer a consulta, e é só esperar nos bancos que ficam em frente a cada sala de consulta.Geralmente os hospitais estão cheios de velhinhos gripados,mas hoje estava bem vazio,tanto que a consulta foi rápida.A médica vai perguntando examinando e colocando tudo no computador.Passa os remédios e depois é só pagar.Yes,pagar,porque aqui no Japão não tem hospital gratuito.Tudo custa alguma coisa.Por isso existe o seguro de saúde.Quem usa o seguro ,paga apenas 30% do valor da consulta e remédios.Uma tremenda mão na roda.O problema é que o cara com quem fui não tinha seguro, nem pela prefeitura,nem pela empresa,e acabou desenbolsando salgados 12 mil yenes na brincadeira.E ouviu o meu sermão depois,porque é inadimissível estar no Japão e não ter um seguro de saúde.Se o cara precisa fazer uma operação ou algo mais complicado,pode acabar gerando uma dívida gigantesca.But whatever...o cara disse o que todo muleque brasileiro que se acha malandro diz:
-Não vou gastar meu dinheiro com essa porcaria de seguro ,não!
Então tá!

Outra curiosidade interessante sobre hospitais japoneses,é o fato de que à alguns anos atrás,os idosos não pagavam pelas consultas.Era atendimento gratuito.Só que ,o número de idosos ia aumentando ,e os velhinhos iam mais no hospital para conversar com os médicos e enfermeiras do que pra se tratar.No melhor estilo:
-Ah,estou sozinho....mas estou com uma coceirinha no pé, terei que ir até o hospital,pois isso pode ser grave!!!
Por isso tiveram que cobrar dos idosos também.Tá certo que são taxas irrisórias,mas com o aumento da longevidade e baixa natalidade,não ia ter contribuinte suficiente pra bancar os cuidados de tantos velhinhos.

Bom ,a minha impressão sobre os hospitais japoneses é ótima.Sempre fui bem atendido ,e sempre saí curado,ou recebi remédios que surtiram efeito.Sem contar que sempre tem uma enfermeira bonita aqui e acolá.Ah, e os médicos japoneses,em sua maioria falam inglês.Aliás a minha primeira consulta,com uns 2 meses de Japão,foi toda em inglês,já que não sabia me expressar direito em japonês.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home