kuratiinjapan-remix

domingo, janeiro 20, 2008

Todos tarados!

É de lei !Toda vez,que a turma do trabalho sai pra beber,pode acreditar que a noite termina num fuuzoku.O que é um Fuuzoku?Sendo curto e grosso ,fuuzoku é zona.Aquele lugar que vc vai para ter sua diversão sexual.O pior é que quase todos são casados .Num grupo de 7 ,apenas eu e mais um somos solteiros.E o único estrangeiro desse grupo é este que vos escreve.

A cidade de Kariya não tem muita coisa pra se fazer ,além de um game center ali,um boliche acolá ou um cinema noutro canto.Só que pra quem gosta de sexo,opção é o que não falta.Tem um pedaço, próximo da estação JR da cidade,que tem uma grande concentração dessas casas.Em frente ficam cartazes com fotos das moçoilas,e homens de terno ficam chamando os clientes.Nada de garotas rodando a bolsinha.Pra chegar nas minas tem que entrar na ¨loja¨.
Existem vários tipos de fuuzoku.Os dois tipos mais conhecidos são os health e o pink saloon.Os Health ou herus como eles pronunciam aqui ,são casas onde só é realizado sexo oral,e nada mais que isso.Já nos pink saloon ,acontece o sexo propriamente dito!
O meu senpai(veterano supervisor)é cliente de mais de 10 anos de uma dessas casas .Tanto que ele conhece até o dono e tem tratamento diferenciado,assim como aqueles que ele leva até a casa.
Mas onde eu quero chegar com toda essa conversa?Well,uma vez eu perguntei pro senpai,se ele não achava que era sacanagem com a esposa dele,o fato dele frequentar tanto esse tipo de lugar(a esposa dele ,claro não sabe,ou finge que não sabe desses paseios ).A resposta veio de supetão:
-Isso não é traição!Eu estou apenas me divertindo.Estou pagando e recebendo um serviço,sem envolvimento emocional algum.É como quando vc vai num restaurante e pede um lámen.Vc paga ,come ,se satisfaz e vai embora....
Bom,só pra constar,quando eu trabalhava em Gifu era a mesma coisa.Lá tinha um grupinho que sempre saía pra beber nos sábados à noite,e quase sempre iam pra algum fuuzoku da vida.Naquela época,ainda tinha alguma consciência cristã ,e fiz a mesma pergunta,que fiz pro senpai.e obtive quase a mesma resposta.
Esse negócio de japonês dizer que, relação sexual com prostituta não é traição, é meio que um pensamento coletivo.A maioria das esposas sabem que os maridos vão nesses lugares,mas concordam com a idéia,já que não faltando nada em casa,tudo bem.
Quer dizer que ,senão tiver relacionamento emocional ,tudo bem.É só uma diversão ,como se tivesse ido ao game center se divertir.O cara vai continuar gostando da esposa.Ele apenas foi ter um prazer sexual com outra mulher.Outra mulher que o trata como mais um cliente,que merece atenção e respeito,mas nenhum laço afetivo.

Difícil pra nós ocidentais ,nascidos e criados sobres a asas dos cristianismo,aceitar esse tipo de coisa.Mas essa é a realidade de um país de primeiro mundo,onde as pessoas tem uma educação formidável,mas nenhum traço dessa moral cristã que nós carregamos.Claro que não podemos generalizar.Tenhos amigos japas ,com nível de educação superior-bem diferente desses japoneses de fábrica-que não admitem em hipótese alguma ,esse tipo de comportamento.Eu no começo ,fiquei abismado com esses fatos ,já que quando cheguei ,acreditava na imagem certinha dos japoneses.Mas depois de um tempo morando aqui e absorvendo um pouco da cultura local,já não me assusto com mais nada ,e vejo certos comportamentos japoneses com outros olhos,mesmo não achando correto.

Nos vídeos acima,garotas prestadoras de serviços(fuuzokujyo),de um fuuzoku de osaka.Existem revistas mensais que tratam só de propagandas de casas do gênero,onde as garotas não mostram o rosto,apenas o corpo.Mas acho que já escrevi sobre isso no meu antigo blog.O negócio é que se for seguir aquele ditado : ¨Na roma ,faça como os romanos¨,a palavra traição começará a ser riscada dos dicionários dos estrangeiros em geral.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home