kuratiinjapan-remix

sábado, julho 30, 2011

Chuvas fazendo estrago!

Uma pessoa morreu e cinco estão desaparecidas, enquanto as autoridades japonesas pediram a 390 mil que abandonassem seus lares pelas chuvas torrenciais que nas últimas horas castigaram o norte do Japão. As precipitações afetaram principalmente as províncias de Niigata e Fukushima, onde chegaram a acumular até 500 milímetros de chuva nas últimas 24 horas, informou a agência local Kyodo.

Na localidade de Tokamachi, em Niigata, um homem de 67 anos perdeu a vida quando seu veículo foi arrastado pela crescente de um rio, enquanto outras cinco pessoas estão desaparecidas nas duas províncias. As autoridades locais solicitaram que 390 mil moradores das duas regiões deixassem suas casas diante do risco de inundações, transbordamento de rios e deslizamentos de terra.

A Agência Meteorológica do Japão advertiu que uma frente fria levará mais chuvas à zona neste sábado.

Em Fukushima se encontra a central de energia atômica de Daiichi, epicentro da crise nuclear provocada pelo terremoto e o devastador tsunami de 11 de março. Em meados deste mês, a Tokyo Electric Power Company (Tepco), operadora da usina, instalou um teto provisório sobre o edifício de turbinas do reator 3 para evitar que as precipitações aumentassem ainda mais a quantidade de água radioativa acumulada na central.

Isso não impediu que as chuvas torrenciais de um tufão que atingiu a zona há dez dias afetassem os danificados reatores, aumentando a quantidade de líquido radioativo em cerca de três mil toneladas. Segundo o periódico local Yomiuri, esta semana a quantidade de água contaminada acumulada na central chegava a 120.700 toneladas.



Do site da IPC

@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@@

O Japão é vítima fácil das catástrofes naturais.É vulcão,é terremoto,é maremoto,é tufão,é crise nuclear...puts,é desgraça demais,pra um país que já tomou duas bombas nucleares na cabeça e tem uma história marcada por guerras civis.Eu por sorte,jamais passei por alguma catástrofe natural de grande intensidade.Os lugares em que residi ,numca foram epicentro de nada.Acho que termino minha estadia aqui,sem nenhuma experiência traumática referente a desastres naturais.O maior susto mesmo,foi no terremoto de 11 de Março,que não fez estrago nenhum onde morava,mas
foi um tremor que teve uma força e uma duração bem maior que todos os outros que já tinha sentido.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home